0

3 passos para aumentar a produtividade do time administrativo de sua empresa

produtividade time financeiro

Por Inevent

Uma das principais dores de uma startup em processo de aceleração é, sem dúvidas, a parte de administração e setor financeiro.Com a necessidade de ventilar o nome para o mercado e oferecer sua solução para um número maior de clientes, cresce a necessidade de a empresa estar presente em eventos internacionais, feiras, reuniões para estabelecer networking, viagem para visitar clientes estratégicos, etc. Esse processo muitas vezes sobrecarrega o setor administrativo e financeiro, que precisa estar com seus processos acelerados e bem organizados.

Nota-se que muitas dessas startups possuem uma tecnologia eficiente, que se encaixa no gap do mercado, com setores de desenvolvimento, CS e vendas bem estruturado, mas sem um setor administrativo e financeiro igualmente fortalecido, essa empresa pode contar com grandes problemas no futuro. Esses percalços vão desde alta rotatividade de funcionários até desperdício de recursos por falta de uma gestão financeira com processos eficientes.

A seguir, te mostramos 3 dicas para auxiliar o time administrativo-financeiro de sua empresa a turbinar a produtividade e se dedicar à parte estratégica!

1. Sustentabilidade

Marcel Lima Marujo trabalha o conceito de sustentabilidade nas corporações pautado por três pilares: ambiental, econômico e social. Uma empresa realmente sustentável é aquela capaz de integrar esses pilares com equilíbrio, sem pecar em nenhum desses fatores ou priorizar um em detrimento do outro.

A sustentabilidade precisa estar enraizada nos processos administrativos e financeiros. Isso porque esse setor pode contribuir e muito para uma imagem sustentável da empresa. Seja fazendo economias simples e eficientes para ajudar o meio ambiente – como utilizar menos papel e fazer menos impressões, confiando documentos para que sejam salvos na nuvem – seja reduzindo desperdícios por deixar o processo de gestão financeira e de gastos por conta apenas do trabalho humano, à mercê dos riscos por uma falha comum. O pilar social pode ser contemplado por ações em prol da comunidade nos arredores da empresa, parceria com ONGs e até mesmo pelo seu posicionamento de marketing como sendo uma empresa sustentável em sua essência.

2. Deixe a tecnologia trabalhar!

banner demonstração expenseon

Com tantos processos a serem criados e otimizados pelos setores administrativo e financeiro, por que não deixar a tecnologia lidar com dados e custos de forma efetiva enquanto sobra tempo para a sua equipe administrativa trabalhar na parte estratégica?

Atualmente, já existem no mercado softwares e aplicativos capazes de armazenar dados e contemplar toda a parte de gestão de eventos ou viagem corporativa, de forma rápida e segura. Para controlar todos os gastos e custos de uma viagem ou evento, é possível contar com aplicativos como o da ExpenseOn. Com ele, é possível otimizar a gestão de reembolsos dos seus colaboradores e ter controle de relatórios. No mesmo software, o colaborador pode solicitar adiantamentos e até escanear notas fiscais. Isso garante segurança e tranquilidade para os profissionais que farão uma viagem corporativa. Já a empresa conta com um controle ainda mais eficiente dos gastos.

A gestão de uma viagem corporativa ou evento da empresa também pode ficar a cargo de uma só ferramenta. Um exemplo é o software da  InEvent: além de servir como um aplicativo para que os participantes poderem se registrar no evento, visualizar a agenda, dados de voos e hotéis (entre outras funcionalidades), o software funciona como um CRM completo para a gestão de eventos. Com ele, é possível ainda controlar o budget do projeto, publicar anúncios de patrocinadores, fazer todo o controle de acesso e muito mais.

Com a ajuda da tecnologia, é possível acelerar e otimizar o processo do seu time administrativo!

3. Invista em um plano de negócios

Na ansiedade de desenvolver seu produto para o mercado, muitas startups pecam ao não criar um plano de negócios eficiente. Esse planejamento auxilia o setor financeiro a entender a prioridade de gastos e despesas, entre outras funcionalidades.

O plano de negócios para startups não precisa ser tão detalhado quanto o das empresas tradicionais. Isso porque o crescimento da startup é mais acelerado e, por isso, os resultados são mais imprevisíveis.

Um plano de negócios eficiente em startups precisa ter quatro prioridades:

  • Propósito: como a empresa vai se posicionar no mercado
  • Público-alvo: definir claramente as personas e potenciais clientes
  • Escolha de problemas a serem solucionados: priorize uma dor a ser solucionada e invista esforços nela. Ao resolver, parta para outro problema.
  • Análise das concorrências: Entenda os acertos e erros no posicionamento de marca de outras empresas

Seguindo essas dicas,  você consegue organizar melhor as prioridades dos setores administrativo e financeiro de sua startup!

Para mais conteúdos sobre tecnologia e gestão, acesse os blogs ExpenseOn e InEvent!

banner demonstração expenseon

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Yanick Gudim

Founder, CEO ExpenseOn Yanick Gudim, controller com ampla experiencia em auditoria e consultoria de empresas de médio e grande porte. Durante 3 anos trabalhei como consultor financeiro para startups de tecnologia como: Just Eat, Elens, Girafas, Mega Mamute, Sorte Online, Beleza na web, Play tech, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *