0

Como otimizar o controle das despesas com viagens de funcionários?

despesas com viagens de funcionários

Despesas com viagens de funcionários é um tema muito extenso e de extrema importância para o gestor que está buscando por meios para otimizar a gestão, tornando todo o processo mais seguro, eficiente e transparente.

Nas empresas que atuam com viagens corporativas, ou até mesmo naquelas que contam com equipes que realizam serviços externos, preocupar-se em manter o alto desempenho na gestão de reembolso é essencial para garantir a sustentabilidade financeira e o crescimento sólido e saudável do negócio.

A seguir, vamos conhecer alguns pontos importantes sobre esse tema e algumas dicas práticas sobre como otimizar o controle de despesas com viagens de funcionários. Acompanhe!

Tenha um fluxo de aprovação

Muitas empresas contam com algum método para lidar com as despesas de viagens, porém, não é raro encontrarmos aquelas que não possuem um processo claro e bem estruturado.

O ponto-chave aqui, é contar com um fluxo de aprovação muito bem detalhado e definido. Ao fazer isso, brechas relacionadas às irregularidades e fraudes poderão ser eliminadas.

Organize e controle as despesas de viagem de sua empresa de um jeito fácil e prático com nossa Planilha de Reembolso para Viagens. Baixe aqui. É grátis!

Use a tecnologia

Quando se fala em otimização e controle de despesas, os avanços tecnológicos são excelentes ferramentas de auxílio. De início e, principalmente, quando a empresa tem muitos de seus processos manuais, usar tais recursos e ferramentas pode parecer algo complicado.

Porém, é muito rápido e fácil “pegar o jeito” e agilizar os procedimentos de despesas com viagens de funcionários. 

É interessante observar que todas as empresas que atuam fornecendo opções tecnológicas contam com suporte, consultoria e até mesmo treinamento, o que facilita ainda mais o processo de adequação.

banner demonstração expenseon

Crie um orçamento e faça cotações

Para otimizar o controle das despesas com viagens de funcionários é essencial que o gestor tenha conhecimento sobre o real custo das coisas. Para isso, é preciso que ele desenvolva um orçamento, que nada mais é do que uma estrutura na qual se encontram todos os gastos previstos para as viagens dos colaboradores.

Por exemplo, no caso das viagens corporativas, o orçamento pode incluir os gastos com a hospedagem, custo do km rodado, passagens de ônibus e avião, mão de obra e alimentação.

Já a cotação de valores vai envolver pesquisas e ações diversas, como estabelecimentos que possuem convênios, participação da empresa em programas de fidelidade, entre outros.

O orçamento será o responsável por estabelecer a estrutura de gastos, enquanto a cotação será o meio usado para reduzir os custos.

Montar o orçamento das viagens corporativas pode não ser uma tarefa fácil. Por isso, preparamos essa planilha  para ajudá-lo nesse processo. Clique aqui e faça o download!

Planeje uma política de reembolso e despesas

Para otimizar as despesas com viagens de funcionários não basta somente que a empresa tenha uma política de controle e reembolso. É necessário que ela seja bem planejada e mais, é preciso que, de tempos em tempos, seja revista e adaptada conforme o cenário em que o negócio se encontra.

Outro ponto importante é que quando se fala em uma política de controle e reembolso todos têm a consciência de que isso envolve um conjunto de normas que devem ser seguidas. Porém, a empresa precisa trabalhar em formas de tornar todas as particularidades bem claras aos colaboradores.

Invista em organização

Falamos sobre planejamento e criação de uma política, porém, nada funcionará se deixar de lado a organização. Em poucas palavras: tudo e todos os detalhes precisam ser conhecidos para que seja possível controlar.

As atividades relacionadas com a gestão de despesas, desde a estruturação do orçamento, passando pelas cotações, pelo acompanhamento dos gastos e o reembolso, até a análise dos dados e gastos das viagens em determinado período, são coisas que não podem ser negligenciadas.

É claro que nem todas as empresas têm um profissional específico para lidar com essas questões. Porém, isso não deve ser motivo para impedir a organização dos processos.

De uma forma ou de outra, o ideal mesmo é discriminar as pessoas que serão responsáveis por cada fase e, obviamente, fazer uso das tecnologias disponíveis para tornar cada etapa mais segura e eficiente.

banner demonstração expenseon

Faça pagamentos apenas com apresentação de comprovantes

Essa é uma regra simples, básica e muito fácil de ser entendida. Apesar disso, falhas podem existir e, como consequência, o controle começa a apresentar problemas.

Não importa qual seja o modelo de controle de despesa adotado pela empresa, conduzir os procedimentos de reembolso somente a partir do momento em que os comprovantes forem apresentados evitará muitas dores de cabeça e situações constrangedoras.

Por exemplo, o gestor não tem como conferir ou verificar o custo real da despesa sem a existência de um comprovante, e é exatamente isso que abre espaço para fraudes.

Ao fazer isso, o funcionário terá mais atenção e cuidado com seus comprovantes, pois sabe que depende deles para obter o reembolso. A empresa, por outro lado, pode fazer uso de recursos e ferramentas que tornam esse processo mais seguro para ambas as partes, a exemplo dos sistemas que permitem a digitalização de recibos e notas.

Analise os relatórios

Supondo que uma empresa tenha cuidado de todos os aspectos abordados anteriormente e que, além disso, ainda conta com um sistema eficiente para o controle das despesas dos funcionários, mas não analisa os relatórios, a única coisa que se pode esperar são falhas.

É por meio da análise dos relatórios que será possível avaliar o que está ou não funcionando, quais os pontos que ainda precisam ser otimizados ou, o que pode ser melhorado. É preciso checar com frequência esses dados para evitar prejuízos no futuro.

Abandone o controle manual

Por mais que seja confortável e simples, o controle manual das despesas com viagens de funcionários deve ser abandonado. Erros e desvios ocorrem nos pequenos detalhes e, muitas das vezes, são quase que imperceptíveis, por isso,  essa maneira de cuidar dos gastos financeiros de uma viagem é altamente insegura.

Além disso, o controle manual de despesas é muito vulnerável a apresentar erros humanos, seja pela imprecisão das informações ou pela falta de capacidade em se detectar irregularidades. Novamente, mais oportunidades para o surgimento de brechas que podem levar a fraudes.

Por isso é muito importante investir em sistemas de gestão de despesas e reembolsos na empresa. Com essa tecnologia você minimiza erros, facilita a gestão de gastos, aumenta a produtividade da sua equipe e fica a frente de sua concorrência.

Então, quer aumentar a segurança e otimizar sua gestão? Aproveite e conheça o sistema de gestão ExpenseOn. Faça sua avaliação gratuita e veja tudo o que ele pode oferecer para sua empresa!

banner demonstração expenseon

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Yanick Gudim

Founder, CEO ExpenseOn Yanick Gudim, controller com ampla experiencia em auditoria e consultoria de empresas de médio e grande porte. Durante 3 anos trabalhei como consultor financeiro para startups de tecnologia como: Just Eat, Elens, Girafas, Mega Mamute, Sorte Online, Beleza na web, Play tech, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *