0

Metodologia Ágil x Gestão Tradicional: Tudo o que você precisa saber

gestão ágil x gestão tradicional

Os segmentos mercadológicos acompanham as tendências implementadas aos nossos ciclos econômicos, sendo necessário ter aprendizado rápido, medidas adaptáveis e adoção de estratégias modernas. Nesse sentido, passa-se, então, a considerar a adoção da metodologia ágil, a qual é mais perspicaz em diferentes aspectos quando comparada à gestão tradicional.

A metodologia ágil se difere da gestão tradicional principalmente no que diz respeito à ampliação de benefícios para o cliente e para a organização, além de promover um planejamento mais flexível entre a equipe, favorecendo a multidisciplinaridade e o desenvolvimento do negócio.

Mas, você sabe a real diferença entre a metodologia ágil e a gestão tradicional, e o motivo pelo qual a metodologia ágil tem se popularizado tanto? Se a resposta for não, então continue a leitura e saiba mais sobre os termos e suas diferenças.

O que é metodologia ágil?

As metodologias ágeis surgiram como uma alternativa ao método tradicional. Essas metodologias não seguem um único guia, mas possuem características em comum, destacando-se pelo dinamismo, participação de toda a equipe e redução de tempo. Com a metodologia ágil, o desenvolvimento dos processos se alinha a um sistema colaborativo que se concentra principalmente em velocidade e flexibilidade.

A metodologia ágil faz uso de softwares inteligentes que possuem ampla capacidade de atuação, entre os mais famosos estão os métodos Scrum, XP e Kanban. Nesse contexto, os profissionais, assim como as ferramentas, trabalham de forma interativa, promovendo grande participação do time nas tarefas.

Essas diferentes metodologias dividem o desenvolvimento em ações contínuas que ocorrem em diferentes frentes – processo chamado de iterações, que acabam por formar diversos ciclos. Cada um desses ciclos tem uma ou mais semanas, chegando ao final com a entrega de um produto mínimo viável (MPV).

Dessa forma, as funcionalidades mínimas podem ser entregues aos clientes antes da finalização total do projeto. Esse, por sua vez, pode até mesmo ser dimensionado em etapas ou entregas parciais. Tal procedimento facilita a conclusão inteligente de projetos, evitando também erros e falhas que muitas vezes só são notadas no final dos processos.

E a gestão tradicional?

Já a gestão tradicional trabalha com mais enfoque e de maneira mais hierárquica. Oposta à metodologia ágil, a tradicional opera com modelos de demanda conhecidos como “cascata” – nesses modelos as etapas são mais rígidas e programadas previamente.

Nesse modelo de gestão, o processo é sequencial e totalmente focado no resultado final, sendo assim, dificilmente há espaço e abertura para implementações em conjunto com o cliente durante o desenvolvimento do projeto. Os resultados são determinados unicamente na fonte de criação, de modo mais específico.

Isso porque, no modelo de gestão tradicional, acredita-se que apenas quando o produto já está pronto em sua totalidade é que este irá gerar valor ao cliente. Dessa forma, o valor dos projetos que utilizam a gestão tradicional como metodologia é determinado ainda na etapa do escopo. Isso significa que qualquer valor decorrente de alterações não está previsto no custo total do projeto.

Essa “rigidez” na elaboração das etapas e do custo do projeto não permite que haja ajustes no decorrer do desenvolvimento dele, já que a padronização de gerenciamento não abre espaço para desvios no percurso, concentrando-se sempre no resultado final.

Tido por alguns como uma técnica ultrapassada, a gestão tradicional pode ser importante no que diz respeito a estruturar o planejamento de equipes que trabalham com grandes empresas, projetos mais específicos ou momentos de transição.

Como implantar uma gestão mais ágil na sua empresa?

A metodologia ágil, de um modo geral, tende a trazer resultados mais efetivos para a empresa no que se refere a ampliar os benefícios para o cliente, além de promover um planejamento mais flexível aos times, visando o constante desenvolvimento.

Então, por que não começar a pensar em implantá-la na sua empresa? Para ajudá-lo, listamos abaixo 5 passos importantes que devem ser seguidos para ter sucesso com a metodologia. Confira quais são eles:

 

  • Planejamento

 

É possível iniciar o processo de implementação da metodologia ágil em etapas ou de uma única vez. O importante mesmo é que haja um planejamento, juntamente com a análise do time que irá liderar essa prática, alinhando-o às expectativas da empresa e seus objetivos de negócio.

A grande vantagem da metodologia ágil, conforme já citado, é que é possível fazer ajustes no percurso em qualquer momento que se achar necessário. O planejamento, portanto, não é imutável, mas sim uma maneira de se preparar e analisar todas as possibilidades.

 

  • Alinhamento 

 

Promover um perfeito alinhamento também é importante para que todos entendam o valor do projeto e os motivadores das mudanças. Dentro de um projeto, toda mudança pode gerar medo, insegurança e, por isso, deve ser tratada com cuidado.

O alinhamento deve ser integral, envolvendo o time ágil e todos os departamentos da empresa para que a metodologia adotada seja eficiente.

banner modelos políticas reembolso

 

  • Aprendizado 

 

Os erros que eventualmente podem surgir dentro do projeto devem ser analisados, em detalhes, mas não podem se transformar em uma caça às bruxas. Eles funcionarão como insights para aprendizado e precisam ser tratados como forma de gerar valor.

Nesse sentido, os erros também nunca devem ser escondidos. Isso porque a cada erro analisado, fica muito mais fácil de entender a causa raiz e tratar o problema.

 

  • Treinamento

 

Realizar treinamentos é parte fundamental na implantação da metodologia ágil. No momento da execução, um time preparado entenderá e saberá o que precisa ser feito e ajudará muito no direcionamento do projeto. Assim, torna-se mais fácil conseguir o comprometimento do time – que já estará pronto para focar nos objetivos.

 

  • Flexibilidade

 

Por último, o espírito de equipe é um dos principais fatores de sucesso na implementação da metodologia ágil. Para isso, deve-se criar um ambiente flexível e aberto ao diálogo, em que as ideias e sugestões possam ser discutidas com tranquilidade, sem julgamentos. O Manifesto Ágil fomenta: “Indivíduos e a interação, mais que processos e ferramentas”. Por isso, um time engajado consegue superar desafios e entregar resultados.

Gestão ágil e viagens corporativas: Qual a relação?

Antes de tudo, é preciso salientar que a metodologia ágil transforma principalmente a gestão em equipe.

Portanto, trazendo esse conceito para dentro do campo de viagens corporativas, podemos considerar que uma empresa que conta com uma equipe multidisciplinar realizando viagens a trabalho constantemente, precisa a todo o momento desenvolver ações a partir de ciclos e acontecimentos como promove a metodologia ágil, e não com rigidez, como no caso da gestão tradicional. Afinal, o processo de viagens pode sofrer alterações desde o momento que é iniciado até quando é finalizado.

Além disso, até mesmo o desenvolvimento e a utilização de softwares que auxiliam na administração de viagens corporativas fazem parte da gestão ágil, pois se tratam de ferramentas e soluções que auxiliam o gestor a colocar cada vez mais em prática a implantação e o controle da metodologia.

Dessa forma, na aplicação da metodologia ágil dentro do conceito de viagens corporativas é possível analisar o que tem dado certo, o que não tem dado, o que deve ser mantido, o que deve ser retirado e assim por diante. Tudo isso juntamente com a equipe multidisciplinar, visando sempre promover benefícios aos clientes, mas também valorizando a equipe, pois são as pessoas que fazem a diferença na execução do projeto.

Portanto, com a adoção da metodologia ágil, é possível reduzir custos, evitando erros com reembolso de despesas, melhorar a produtividade da sua equipe e, de quebra, aumentar a satisfação do seu cliente e reduzir riscos, sendo possível mudar o percurso de tomada de decisões sempre que julgar necessário.

Se você gostou deste conteúdo sobre metodologia ágil, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber novidades direto na sua caixa de entrada!

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Yanick Gudim

Founder, CEO ExpenseOn Yanick Gudim, controller com ampla experiencia em auditoria e consultoria de empresas de médio e grande porte. Durante 3 anos trabalhei como consultor financeiro para startups de tecnologia como: Just Eat, Elens, Girafas, Mega Mamute, Sorte Online, Beleza na web, Play tech, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *