0

O que é a teoria das restrições e como aplicá-la em sua gestão?

teoria das restrições

A Teoria das Restrições visa identificar o fato que limita e interfere na busca de um objetivo. Após a identificação do fator limitante, é feita a melhora sistêmica até que o fator não seja mais limitante. 

Mesmo que na visão do empresário possa parecer que a empresa não tem nenhum empecilho, um único gargalo (forma de chamar as restrições) acaba gerando uma redução significativa de desempenho.

Para entender mais sobre a teoria das restrições, continue a leitura.

Os maiores benefícios da Teoria das Restrições

Como visto acima, a Teoria das Restrições ajuda a analisar componentes que impedem o crescimento do negócio. Por isso, segue abaixo os benefícios que a Teoria das Restrições traz consigo:

Maior índice de rendimento

Como a Teoria das Restrições identifica e elimina empecilhos, a empresa acaba por aumentar consideravelmente a produtividade. O mais legal é que tudo isso ocorre sem a necessidade de realizar grandes investimentos, o que também consequentemente gera muito mais lucro.

Diminuição nas despesas

A partir do momento que as restrições são eliminadas, é possível diminuir as falhas e desperdícios de material e, também, de tempo. De uma forma geral, os custos da empresa caem de forma notável e gera muito mais produtividade.

Grande controle operacional

Controlar as operações que são realizadas é, sem dúvida, fundamental para garantir que todas as fases estão sendo executadas de maneira correta e eficaz. Além disso, por meio do controle operacional é possível identificar problemas e criar soluções de forma mais assertiva e antecipada.

Estoque reduzido

Um dos grandes objetivos ao eliminar as restrições, é diminuir o ciclo de produção de um produto. Ou seja, reduz-se o tempo cuja matéria-prima chega e o tempo em que ela vai embora em forma de produto. A redução do estoque auxilia a estabelecer prazos menores de entrega.

Conflitos internos

É perfeitamente possível melhorar os conflitos internos da empresa através da Teoria das Restrições.

Para aumentar o seu conhecimento sobre o assunto e ficar por dentro das novidades, assine a Newsletter!

Como aplicar de forma eficaz a Teoria das Restrições?

Identificação das restrições

Normalmente, as restrições são mais do que uma e as mais comuns são:

  • Mercado: É o caso no qual a empresa tem grande capacidade técnica e possui o caixa ideal para atuar dentro da proposta de valor, mas não possui demanda de mercado;
  • Capacidade: É quando a empresa não consegue atender a demanda pelos produtos e serviços oferecidos, deixando de lado as condições básicas de qualidade;
  • Material: Um grande exemplo da Restrição Material é quando há falta de mão de obra qualificada para a execução do serviço. Além disso, também ocorre quando há grande dificuldade para encontrar a matéria-prima;
  • Caixa: Impede a empresa de executar os serviços por conta da falta de capital de giro.

Na primeira fase da aplicação, é necessário ter em mente de que não é possível encontrar uma solução sem saber qual é o problema. Justamente por isso, é preciso passar um pente fino no histórico da empresa e sua forma de trabalho, a fim de identificá-lo e entendê-lo. Para isso, é necessário analisar os processos e dados da empresa.

Entre os aspectos que devem ser analisados estão os feedbacks e o nível de satisfação dos clientes. É importante atentar-se no fato de que há restrições físicas e outras não físicas.

Definir uma redução de restrições

É necessário aplicar melhorias criativas e assertivas para diminuir os efeitos da restrição encontrada. Isso tudo deve ser feito sem onerar o caixa. Logo, é necessário priorizar recursos que já existem dentro do negócio. 

Quando, por exemplo, há uma restrição física, é possível realizar a manutenção regrada dos equipamentos de trabalho para, assim, evitar que eles estraguem e acabem paralisando a produção. 

Nesse momento, pode entrar em jogo o ótimo trabalho da equipe de TI da empresa ou de técnicos terceirizados. Realmente é necessário investir um pouco, mas bem menos do que teria que ser investido em caso de uma pane generalizada.

Envolvendo a equipe

É necessário envolver completamente a equipe no processo de eliminação do gargalo. Assim, com a ajuda de todos os envolvidos, é possível melhorar consideravelmente o desempenho da empresa e atingir com muito mais agilidade todos os objetivos propostos.

Procure sempre por restrições

A partir do momento que uma restrição ou gargalo é eliminado, é necessário procurar por outras restrições. É válido lembrar que sempre haverá algo para ser melhorado e eliminado da empresa para não empatar o crescimento do negócio. 

Afinal, todo esse processo é voltado para a melhora e evolução contínua da empresa, logo, não é correto contentar-se com apenas uma restrição encontrada.

Para mais informações sobre mais assuntos de gestão empresarial, acesse aqui!

Exemplos de restrição

Os maiores exemplos de restrições, principalmente no processo de vendas, podem se mostrar em tópicos como:

  • Comunicação falha;
  • Design ineficiente;
  • Má construção da reputação da empresa;
  • Vendas não eficazes;
  • Falta de empatia para entender as necessidades do cliente.

Além disso, os gargalos que mais se destacam na hora de prejudicar o setor de vendas, são:

Prospecção feita de forma errada

É necessário definir uma persona, segmentar clientes, estudar o perfil dos consumidores, entre outros aspectos. Somente depois de tudo isso feito, é válido prospectar clientes.

Falta de alinhamento

Um ponto importante para destacar, é o alinhamento feito de forma errada entre a venda e a jornada de compra dos consumidores. Muito além de formalizar um processo de venda, é importante, antes de tudo, ter certeza de que ele será efetivo.

É completamente necessário identificar todos os gargalos e, após isso, alinhar todas as melhores e mais eficazes soluções para que todos os processos da empresa sejam melhorados de forma a atingir todos os objetivos propostos. 

Além disso, é possível notar benefícios latentes ao identificar e remover os empecilhos de dentro da empresa. Dessa forma, é possível obter o crescimento desejado e atingir resultados totalmente satisfatórios.

Para descobrir mais sobre a teoria das restrições e outros assuntos, assine a nossa Newsletter e esteja sempre por dentro das novidades!

Gostou? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email

Yanick Gudim

Founder, CEO ExpenseOn Yanick Gudim, controller com ampla experiencia em auditoria e consultoria de empresas de médio e grande porte. Durante 3 anos trabalhei como consultor financeiro para startups de tecnologia como: Just Eat, Elens, Girafas, Mega Mamute, Sorte Online, Beleza na web, Play tech, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *