0

Trabalhar com carro próprio: como funciona e quais são os direitos do trabalhador?

trabalhar com carro próprio

Você vai trabalhar com carro próprio? Ou seja, vai exercer a sua profissão utilizando o seu veículo pessoal. Muitas pessoas confundem ir somente para o local de trabalho de carro com trabalhar com ele. Já parou para pensar nas vantagens e desvantagens disso?

Claro, algumas situações vão exigir que você faça uso do seu automóvel. Principalmente se o atendimento que fizer for próximo a sua residência. O deslocamento é mais fácil e ágil. No entanto, é preciso colocar no papel se usá-lo todos os dias é realmente a melhor solução. 

Neste post vamos falar sobre as vantagens e desvantagens de trabalhar com carro próprio. Além de mencionar quais são os seus direitos como trabalhador. Ficou curioso? Continue acompanhando e boa leitura!

Como funciona trabalhar com carro próprio e quais são os meus direitos?

Se você recebeu uma proposta de emprego que precisa de deslocamento para cumprir a sua atividade, o certo é a empresa fornecer esse meio de transporte. Seja por carro da organização, pagamento de Uber ou outro tipo de veículo público.

No entanto, muitas empresas preferem ou permitem que o seu colaborador vá trabalhar com carro próprio. Porém, não se atentam aos direitos que ele tem

Primeiramente, o contrato de prestação de serviço deve especificar que o funcionário irá trabalhar com carro próprio. Além disso, deve conter também que ele será ressarcido de todas as despesas, não somente de combustível, mas de possíveis manutenções ou desgastes do automóvel. 

Uma vez que o funcionário vai trabalhar com carro próprio, a empresa tem a obrigação de cumprir com todas as despesas. Isso porque o veículo está sendo utilizado em benefício da empregadora.

Por isso, caso você receba uma oferta de emprego e precise trabalhar com seu veículo, fique atento aos seus direitos. Leia o contrato com atenção e veja se é vantagem ou não utilizar o seu bem para realizar tais funções. As obrigações que a empresa deve cumprir junto ao trabalhador estão previstas na Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), no artigo 896. 

Vale ressaltar que as funções que permitem trabalhar com carro próprio são:

  • Representante comercial;
  • Vendedor ou consultor externo;
  • Motorista particular.

banner_CarroxUberxtaxi

Qual é o melhor a ser usado: carro próprio, da empresa ou transporte público?

Essa é uma das principais dúvidas entre as pessoas que são chamadas para trabalhar com carro próprio. Afinal, será que vale realmente a pena utilizar o próprio veículo?

Se a empresa se comprometer em seguir devidamente a lei e cumprir com todas as despesas, a resposta é sim. Uma vez que o vale-combustível não pode ser descontado em sua folha de pagamento, visto que esse é um salário utilidade, conforme descrito no artigo 458 da CLT.

Além disso, se você trabalhar com carro próprio, esse vale-combustível deve ser integrado ao seu pagamento, com todos os encargos pertinentes inclusos (INSS e FGTS). 

Já o vale-transporte é concedido pela empresa para que o funcionário use o benefício para se locomover até o local de trabalho e voltar para a sua residência por meio de um transporte público. Cabe ao colaborador informar quantas passagens necessita para chegar a empresa e retornar para casa. Esse valor pode ser pago em dinheiro ou por meio de um cartão de passagens.

No entanto, muitas vezes o transporte público pode demorar, uma vez que precisa parar em vários pontos para pegar outros passageiros. É uma forma mais econômica de se locomover, mas costuma não ser tão eficiente.

Outra alternativa para pessoas que necessitam de carro para desenvolver suas tarefas diárias são os carros de transporte de terceiros como, por exemplo, Uber e 99 Pop. Nessa hora vale calcular o valor da corrida e ver se é realmente mais acessível. 

Portanto, antes de assinar o contrato de trabalho, veja qual o meio de transporte que mais te atende e informe a empresa. O meio escolhido deve constar em seu contrato. 

Como fazer para calcular o reembolso de quilometragem?

banner_CarroxUberxtaxi

Se você trabalha com carro próprio, é preciso saber como calcular o seu reembolso de quilometragem, caso haja necessidade. Essa é uma das maiores preocupações do trabalhador e das empresas, uma vez que os valores, geralmente, chegam errados.

O cálculo de reembolso do combustível é realizado na multiplicação do total rodado pelo vendedor durante um período pelo valor das despesas a cada quilômetro. Vale lembrar que a despesa com combustível varia de uma região para outra. Esse registro pode ser feito pelo próprio funcionário ou pela empresa. 

O resultado nem sempre é o correto, isso porque a empresa não vai saber se o vendedor está realmente em rota de trabalho utilizando todas as despesas apresentadas. Mesmo que ele apresente todas as notas, fica muito vago saber se o combustível, por exemplo, foi usado somente para trabalho ou em benefício próprio.

Esse cálculo de despesas de quilometragem só é confiável a partir do momento que a organização tem o total controle de visita. Isso é, desde a entrega da ordem de serviço até o término do atendimento. Vale lembrar que este controle pode ser feito por meio de uma planilha de controle de visitas, como a da ExpenseOn. Você pode baixá-la gratuitamente!

Além disso, para não cometer erros, veja aqui quais os mais comuns ao preencher um relatório de reembolso de quilometragem e fique longe deles.

Um sistema de gestão também pode ajudar

Com a tecnologia cada vez mais avançada, hoje em dia existem sistemas de gestão que ajudam a controlar mais de perto os gastos dos funcionários. É uma solução que rastreia em tempo real a rota de cada vendedor externo que a empresa possui. 

O sistema fornece relatórios precisos de quilometragem, ficando a empresa com a responsabilidade de somar cada um deles para saber o valor total dos gastos. O resultado é bem mais certo do que aqueles que são realizados em planilhas de Excel. Dessa forma, fica mais fácil de fazer a conferência junto aos recibos entregues pelo funcionário.

Uma dica: a ExpenseOn fornece uma plataforma voltada para atender as empresas que possuem funcionários externos e que tem que trabalhar com carro próprio, facilitando os cálculos de reembolso de despesas por quilometragem. Quer saber mais sobre o nosso sistema? Peça a sua demonstração grátis agora mesmo!

banner_CarroxUberxtaxi

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Yanick Gudim

Founder, CEO ExpenseOn Yanick Gudim, controller com ampla experiencia em auditoria e consultoria de empresas de médio e grande porte. Durante 3 anos trabalhei como consultor financeiro para startups de tecnologia como: Just Eat, Elens, Girafas, Mega Mamute, Sorte Online, Beleza na web, Play tech, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *