0

Viajei a trabalho e agora: Como conciliar a vida pessoal e profissional?

As viagens corporativas ainda continuam sendo grandes ferramentas empresariais, especialmente para as vendas externas. Por isso, o número de funcionários em constante deslocamento ainda é alto e cresce todos os anos.

Se por um lado essas viagens trazem resultados satisfatórios às empresas e enriquecem a bagagem do profissional, por outro, é difícil conciliar a vida pessoal e profissional. A maioria desses trabalhadores sente dificuldade em equilibrar essas duas áreas e alguns enfrentam trágicas consequências por causa disso.

Veja neste post algumas dicas para manter sua vida em equilíbrio, mesmo durante as viagens a trabalho. Confira essas sugestões e descubra como ter sucesso não só no trabalho, como também na família.

Conheça os seus direitos

A primeira coisa a fazer é ficar atento aos seus direitos nos deslocamentos a trabalho. Não é porque você está viajando em nome da empresa, que precisa ficar disponível 24 horas por dia e sete dias por semana.

Assim como em uma relação de emprego mais convencional, os viajantes corporativos merecem o seu período de descanso. E isso se aplica tanto para as pausas de refeição, como o intervalo de 11 horas entre cada jornada de trabalho.

Salvo algumas exceções, como em caso de cargos de confiança e gerência, às oito horas de trabalho devem ser respeitadas. Além disso, o colaborador tem direito a uma hora de almoço e um período de descanso entre as jornadas, mesmo que continue no destino.

O que acontece, no entanto, é que esse controle fica por conta do próprio funcionário. Infelizmente, isso nem sempre é realizado da forma adequada. Então, fique de olho em seus direitos e não exagere no trabalho. Por isso lembre sempre de que um aplicativo para gestão do reembolso pode ser muito útil para ajudar nesses momentos.

Aproveite para ler o nosso post sobre os seus direitos nas viagens corporativas, fique por dentro das leis para não cometer exageros e nem ser passado para trás. Confira!

Separe bem as coisas

O segundo passo é separar bem a sua vida pessoal da profissional. Para quem trabalha viajando fazer essa separação pode ser um grande desafio, mas é preciso tomar nota e dividir o seu tempo entre todos os aspectos de sua vida.

Aproveite o tempo de folga no destino para fazer coisas pessoais, como conhecer lugares, falar com pessoas diferentes, visitar os destinos turísticos e assim por diante. Evite ficar preso no seu hotel nos períodos de folga, pois pode ficar tentado a continuar trabalhando.

Mesmo longe do escritório você é capaz de fazer uma pausa para o almoço, passear pela cidade de destino e assim por diante. Tudo o que você precisa é ter um pouco de organização na sua agenda.

Entretanto, não deixe que o lazer interfira muito em suas responsabilidades de trabalho. Antes de se divertir, termine todas as suas responsabilidades com a empresa e depois curta a viagem.

Em alguns casos você ainda precisa ficar a disposição da empresa por determinados períodos. Contudo, um celular ligado não pode ser um impedimento para buscar um pouco de diversão e dedicar um tempo para você mesmo. Basta garantir que o aparelho está carregado e mantê-lo ligado durante o passeio!

Mantenha contato

Um estudo realizado pela Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro entre 2007 e 2011, revelou que os trabalhadores viajantes se sentem solitários, afastados da família e colegas de trabalho.

O levantamento ouviu 117 homens e mulheres que viajam constantemente a trabalho e desempenham essa função há, pelo menos, dez anos. Sentir falta da família e achar que não tem tanto vínculo com os colegas que permanecem no escritório são desafios comuns dos viajantes.

A rotina agitada impede que esses profissionais estejam presentes no seio da empresa. Essa ausência constante pode gerar o sentimento de alienação, quando o trabalhador sente que não faz parte da companhia. Além disso, esse mesmo trabalhador raramente sabe o que está acontecendo na organização e se sente deslocado.

No seio familiar, as viagens constantes fazem com que os trabalhadores percam momentos interessantes de sua família. Algo que gera o sentimento de culpa e solidão na maioria das vezes.

Para evitar isso é preciso usar a criatividade e saber aproveitar as oportunidades de contato. Use a tecnologia para conversar com os colegas de trabalho e se manter atualizado sobre as novidades da empresa.

Da mesma forma, dedique um tempo de seu dia para se atualizar do que acontece em sua casa e com seus familiares. Esse contato, mesmo que a distância, ajuda a despertar o sentimento de pertencimento e amenizar a solidão comum em nômades corporativos.

Organize a sua agenda

Não há dúvidas que uma rotina convencional não se encaixa para quem viaja a trabalho com frequência. Até mesmo ações simples do dia a dia, como ir ao banco, precisam ser adaptadas nesse estilo de vida.

E nessa hora não existe nada melhor que uma agenda organizada e uma descrição completa de todos os seus compromissos. Portanto, liste todas as atividades diárias e os prazos que têm para executar cada uma dessas funções.

A tecnologia, novamente, pode ser uma grande aliada com aplicativos de viagens e controle de gastos, por exemplo. Essas ferramentas podem ajudá-lo a ganhar tempo e ainda garantir que não se esqueceu de nada durante o dia de trabalho, ou mesmo de lazer.

Aproveitar cada momento de seu dia e ter controle rígido sobre suas tarefas é determinante para conciliar a vida pessoal e profissional. Caso contrário, inevitavelmente, você vai misturar as coisas e se sentir sobrecarregado com o trabalho e as viagens corporativas.

Tire umas férias

Por último, mas não menos importante, tire algumas férias de tempos em tempos. No entanto, é para tirar férias mesmo e se desligar completamente da empresa.

A pesquisa já citada neste post também revelou que os trabalhadores viajantes têm dificuldade em largar a rotina agitada. A maioria deles sente falta do agito durante as férias e outros nem sequer tiram esses momentos de descanso.

Não precisa nem dizer o quanto isso é prejudicial para sua saúde física e psicológica, não é mesmo?

As férias são importantes para relaxar, esfriar a cabeça e dedicar toda a sua atenção para sua vida pessoal. Então, não deixe de separar períodos como esse em sua agenda, mesmo que sejam paradas curtas como de uma semana, por exemplo.

Gostou dessas dicas para conciliar sua vida pessoal e profissional nas viagens corporativas? Então, aplique-as sempre que estiver viajando a trabalho. E para receber mais novidades como essa em seu email, registre-se gratuitamente em nossa newsletter agora mesmo!

Gostou? Compartilhe!Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Yanick Gudim

Founder, CEO ExpenseOn Yanick Gudim, controller com ampla experiencia em auditoria e consultoria de empresas de médio e grande porte. Durante 3 anos trabalhei como consultor financeiro para startups de tecnologia como: Just Eat, Elens, Girafas, Mega Mamute, Sorte Online, Beleza na web, Play tech, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *